img

Doenças de inverno: Como os cuidados herdados da pandemia também ajudam na prevenção

O inverno traz diversas doenças próprias do período. Já pudemos sentir, desde o outono, dias mais frios e secos, com aumento do número de doenças respiratórias lotando os pronto-atendimentos no Paraná.

Diversos fatores contribuem para isso: ar frio e seco, que resseca nossas mucosas; maior concentração de poluentes nos meios urbanos; e a permanência em ambientes mais fechados, o que ajuda na proliferação de ácaros e fungos, tornando mais fácil a transmissão de vírus e bactérias, principalmente nas aglomerações.

As doenças mais comuns no inverno são as que atingem as vias aéreas. Aumentam os casos de gripe, resfriado e suas diversas manifestações, como a faringite e a sinusite. E, além da piora das condições crônicas, como asma e rinite alérgica, predominam as exacerbações de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Ainda é a grande circulação do vírus da Covid-19, que as consequências com a vacinação têm sido menos severas, mas com um número preocupante de casos ativos.

Há também um número maior de casos de meningites, eczemas e doenças cardiovasculares, como a hipertensão arterial, acidentes vasculares cerebrais e infartos do miocárdio no inverno.

COMO PREVENIR 

Por isso, devemos focar na boa alimentação, balanceada, com chás, sopas e caldos ricos em verduras e legumes, frutas, mantendo o equilíbrio do sistema imune e um adequado consumo de líquidos para manter a hidratação e evitar ressecamento das mucosas.

O cuidado com nosso ambiente é fundamental, com boa limpeza das superfícies, arejamento de ambientes, controle de umidificação, evitando o uso exagerado do ar-condicionado. O tabagismo também deve ser evitado, pois agrava doenças respiratórias.

Como perdemos muita energia pelas extremidades, luvas, meias adequadas e cachecóis são imprescindíveis nessa estação. Lembre-se que cobertores, edredons e roupas de inverno devem ser lavadas antes do uso ou expostas ao sol.

Os cuidados tão recomendados durante a pandemia também servem para a prevenção de todas estas doenças: uso de máscaras, higiene das mãos, distanciamento em caso de sintomas, cuidados ao espirrar, uso de lenços descartáveis, entre outros.

Os exercícios físicos regulares, principalmente os aeróbicos, como caminhadas, corridas, natação e ciclismo devem ser incorporados na rotina, mas com todos os cuidados nos dias mais frios e secos.

Há vacinas disponíveis para diversos vírus e bactérias, como a da gripe, feita anualmente, e para a Covid-19. Mas, também há vacinas eficazes contra as pneumonias bacterianas causadas pelo pneumococo. Com estes cuidados o inverno pode ser um período muito agradável, mas não se esqueça de procurar sempre a orientação de um médico pneumologista.

Precisa agendar uma consulta? Com o Angeli você tem acesso a uma equipe multidisciplinar e estrutura completa para melhor te atender. 

FAÇA UMA COTAÇÃO 


Leia outras notícias...
img

1
Mar

Aproveite uma vida saudável com Angeli 360

Adote uma alimentação equilibrada, pratique atividade física regularmente e controle o estresse para desfrutar de um amanhã mais saudável e feliz!

Ler mais
img

19
Feb

Alerta de Saúde Pós-Carnaval: previna-se contra a Dengue e COVID-19

Aumento preocupante de casos de dengue e COVID-19 gera alarme na saúde pública.

Ler mais
img

14
Feb

6 dicas para se recuperar pós-carnaval

Além de cuidar da alimentação, é importante dedicar atenção especial à recuperação do corpo após dias de festa

Ler mais